9 de setembro de 2018

Sujeitos a Deus, e a nada mais

 “O homem deve obediência a Deus, o Espírito, e a nada mais” (Ciência e Saúde com a Chave das Escrituras, p. 481). Este trecho poderia ser traduzido de outras maneiras, que são interessantes de se considerar, como por exemplo: “O homem é tributário de Deus, o Espírito, e de nada mais”. “O homem está subordinado a Deus, o Espírito, e a nada mais”. “O homem está sob o controle de Deus, o Espírito, e de nada mais”. “O homem está sujeito a Deus, o Espírito, e a nada mais”.

Eu gosto de orar, reconhecendo que não sou subordinado ao corpo material. Eu sou senhor deste corpo material. Eu sou subordinado a Deus, o Espírito, e a nada mais. E Deus me deu domínio sobre o corpo.


Parece que estamos sujeitos à matéria: à comida, à poluição, ao frio, ao calor, a órgãos materiais, que podem não funcionar bem, a células cancerígenas, etc. Parece que tudo isso pode afetar nossa saúde. Mas a saúde é uma qualidade de Deus, que nós refletimos, e ela é inabalável e indestrutível. O homem real, espiritual, não está sujeito à matéria de nenhum tipo. Ele não está sujeito a doenças. Ele “está sujeito a Deus, o Espírito, e a nada mais”. Deus só causa o bem. Deus é o bem. E nós só estamos sujeitos ao bem, e a nada mais. 

Se fala muito de hormônios, que eles supostamente afetam nosso humor, podem causar instabilidade física e emocional, nos levar a ser agressivos, etc. Isso não é a verdade espiritual a nosso respeito, e nós não precisamos aceitar essas crenças. Nós, homens e mulheres, não estamos sob o controle de hormônios, cada um de nós “está sob o controle de Deus, o Espírito, e de nada mais”.

Dizem que estamos sujeitos a vírus, bactérias, e outros micro-organismos nocivos à nossa saúde. Isso é uma crença humana. A Ciência Cristã ajuda a elevar nosso pensamento à realidade espiritual de que não estamos sujeitos a tais micro-organismos, estamos sujeitos “a Deus, o Espírito, e a nada mais”. Estamos sujeitos ao Amor, à Vida, à Verdade, que nos dá saúde, harmonia, paz, equilíbrio, ordem, perfeição. Essa é a verdade espiritual a nosso respeito!


Parece também que estamos sujeitos a leis materiais: de que temos que dormir tantas horas, de que, com o passar do tempo, vamos envelhecer ou decair, de que certas circunstâncias causam doenças ou mal-estar. Isso são crenças, não verdades espirituais. A Bíblia diz que “o Senhor é o nosso juiz, o Senhor é nosso legislador, o Senhor é o nosso Rei; Ele nos salvará” (Isaías 33:22). Nós somos regidos somente pelas leis espirituais que Deus outorgou. A lei da saúde, da santidade, da imortalidade, a lei do progresso, a lei da liberdade, a lei divina do ajustamento, a lei de que o suprimento sempre atende a demanda, a lei do bem. Essas são as verdadeiras leis que nos regem, e à qual estamos sujeitos.

Não estamos sujeitos a pessoas, a ladrões, a políticos corruptos. Estamos sujeitos “a Deus, a Verdade, o Amor, e a nada mais”. Vamos afirmar e reconhecer essa verdade espiritual para nós e para todos! 

Lembrando que isso não é fugir da realidade. Isso é fugir da irrealidade e ir para a realidade. Escapar da irrealidade material e refugiar-se na realidade espiritual. Isso nos trás conforto, paz, proteção e cura!


Um comentário:

Rocha Mbenza disse...

Muito inspirador. Obrigado Flávio.